Ler o artigo Acessar menu principal

Redes Sociais:

RSS:

Rádio Vaticano

A voz do Papa e da Igreja em diálogo com o mundo

outras línguas:

Papa Francisco \ Atividades

Papa: “o Senhor derrube muros da inimizade que dividem os irmãos”

Papa Francisco preside à vigília de oração pela paz no Sudão do Sul e RDC - AFP

23/11/2017 14:58

O Papa presidiu na tarde desta quinta-feira junto ao altar da Cátedra da Basílica de S. Pedro, a uma vigília de oração pela paz no Sudão do Sul e na RDC. Na sua alocução Francisco sublinhou a importância do momento para lançar sementes de paz em todas as terras feridas pela guerra:

“Nesta tarde, com a oração, queremos lançar sementes de paz na terra do Sudão do Sul e da República Democrática do Congo, e em todas as terras feridas pela guerra. Quanto ao Sudão do Sul, eu já tinha decidido fazer-lhe uma visita, mas não foi possível. Sabemos, porém, que a oração é mais importante, porque é mais forte: a oração atua com a força de Deus, para Quem nada é impossível”.

Na cruz, disse ainda o Papa, Cristo carregou sobre Si todo o mal do mundo, incluindo os pecados que geram e fomentam as guerras: o orgulho, a avareza, a ganância do poder, a mentira... Jesus venceu tudo isto com a sua ressurreição.

“Que o Senhor Ressuscitado derrube os muros da inimizade que hoje dividem os irmãos, especialmente no Sudão do Sul e na República Democrática do Congo”.

E o Papa, na sua oração, recordou as mulheres vítimas de violência, nas zonas de guerra e em todas as partes do mundo; as crianças que sofrem por causa de conflitos que roubam a sua infância e, às vezes, a própria vida; e rezou para que o Senhor ajude todos os pequeninos e os pobres do mundo a continuarem a crer e esperar o Reino de Deus, que é «justiça, paz e alegria no Espírito Santo».

E finalmente o Papa rezou pelos governantes e todos os líderes, para que o Senhor revigore neles um espírito nobre, recto, firme e corajoso, na busca da paz, através do diálogo e da negociação.

“Que o Senhor nos conceda, a todos, ser artífices de paz onde nos encontramos, na família, na escola, no trabalho, na comunidade, em todos os ambientes” – concluiu Francisco.

(BS)

23/11/2017 14:58