Ler o artigo Acessar menu principal

Redes Sociais:

RSS:

Rádio Vaticano

A voz do Papa e da Igreja em diálogo com o mundo

outras línguas:

Igreja \ Outros Continentes

Portugal: Presidente Marcelo realça papel do cristianismo no País

Lançamento da Obra 'Portugal Católico - A beleza na diversidade' /Foto: Arlindo Homem - RV

22/11/2017 13:45

O elogio foi feito por Marcelo Rebelo de Sousa, terça-feira, 21, no lançamento da obra ‘Portugal Católico – A beleza na diversidade’.

A sessão decorreu na Aula Magna da Reitoria da Universidade de Lisboa,  uma edição apresentada pelos seus responsáveis como uma ‘enciclopédia’ que retrata o catolicismo no país contemporâneo.

A obra, apoiada pela Conferência Episcopal Portuguesa, tem 800 páginas, 14 capítulos com 204 textos-síntese, de 190 autores, com uma “forte componente imagética”, fotos (aéreas e terrestres), gravuras, e poemas de diversos autores portugueses.

Na sua intervenção o Presidente da República falou de um “Estado e a Nação que devem no passado e no presente muitíssimo ao Portugal cristão, ao Portugal católico”, e sublinhou a presença dos católicos “nos momentos mais difíceis” das crises mais recentes, em particular no campo social, evocando 900 anos de história nos quais se “confundiu tantas e tantas vezes” com a história do Cristianismo na sociedade portuguesa.

“Importa sublinhar, como faz esta feliz recolha de testemunho, o papel pretérito e sobretudo atual dos cristãos, e neles, sobremaneira, na educação, na cultura, na solidariedade social, na qualificação em geral, na coesão territorial” e na “vocação” ecuménica de Portugal, precisou o Chefe de Estado.

Por sua vez o cardeal-patriarca de Lisboa sublinhou a “tensão criativa” entre catolicismo e sociedade na história portuguesa.

“Toda a tradição católica vive desta tensão, conhecendo sucessivos movimentos de reforma que lhe lembram um Reino que não é deste mundo, como o próprio Cristo acentuou, mas que nem por isso quis fora do mundo”, referiu D. Manuel Clemente, uma reflexão que já está presente no prelúdio que escreveu para esta obra.

Uma sessão que contou ainda com a atuação dos artistas Rão Kyao, Cuca Roseta e Teresa Salgueiro, que enriqueceram a apresentação desta obra cujas receitas reverterão para bolsas destinadas a jovens investigadores desempregados.

De Lisboa, a  reportagem com o nosso correspondente Domingos Pinto.

22/11/2017 13:45