Ler o artigo Acessar menu principal

Redes Sociais:

RSS:

Rádio Vaticano

A voz do Papa e da Igreja em diálogo com o mundo

outras línguas:

Igreja \ Outros Continentes

Incêndios/Portugal: CNJP pede Estado mais próximo das populações

Pedro Vaz Patto - RV

28/10/2017 10:44

O apelo é do Presidente da Comissão Nacional Justiça e Paz em entrevista à Rádio Vaticano.

Uma preocupação no contexto da nota publicada por aquele organismo da Igreja católica em Portugal a propósito dos incêndios do passado dia 15 de outubro, que provocaram 45 mortos, estando ainda desaparecidas duas pessoas nos distritos da Guarda e de Castelo Branco.

Na nota intitulada “Recomeçar a partir das Cinzas”, a CNJP salienta que a tragédia mais recente ocorrida no centro do país, mostra que o trabalho realizado após Pedrogão Grande não teve o seu efeito.

“Reconhecemos que houve uma falha do Estado, no fundo todos nós estamos responsabilizados”, diz o presidente da CNJP, Pedro Vaz Patto que considera fundamental que “o Estado esteja mais próximo das populações, que o centro do poder esteja mais próximo das periferias”.

Para o Presidente daquele organismo da CEP, esta “pode ser uma ocasião para toda a sociedade se unir em torno deste problema, pensar nas soluções numa perspectiva concertada, isto é, algo que deve estar para além de todas as divisões”.

Em conversa com o nosso correspondente Domingos Pinto, o juiz Pedro Vaz Patto chama ainda a atenção para as propostas apresentadas pelos especialistas, e destaca a forma como as populações atuaram no combate aos incêndios, “com grande sentido de solidariedade e coragem”.

28/10/2017 10:44