Ler o artigo Acessar menu principal

Redes Sociais:

RSS:

Rádio Vaticano

A voz do Papa e da Igreja em diálogo com o mundo

outras línguas:

Igreja \ Outros Continentes

Media: digital é para proporcionar um encontro com Cristo

Jornadas Nacionais de Comunicação Social - Logotipo - RV

25/09/2017 09:57

Nos próximos dias 28 e 29 de setembro terá lugar em Lisboa mais uma edição das Jornadas de Comunicação Social promovidas anualmente pela Comissão Episcopal das Comunicações Sociais através do seu Secretariado Nacional. Um momento para a reflexão e partilha de experiências vividas nas várias dioceses e nos vários meios de comunicação social católicos em Portugal. O tema deste ano é “Comunicação: criatividade e partilha”.

Sobre os objetivos do encontro deste ano falou à Rádio Vaticano, em entrevista exclusiva, o Cónego Américo Aguiar, Diretor do Secretariado Nacional das Comunicações Sociais,. Eis as suas declarações:

“Mais uma vez nós somos provocados por Francisco e no que diz respeito à comunicação e no que diz respeito à Santa Sé a revolução não é pequena. E por isso nós temos que tentar aproveitar o lanço para também fazermos isso aos vários níveis em que estamos organizados. Seja a nível nacional, seja a nível diocesano, seja a nível vicarial ou paroquial, nós temos que potenciar as sinergias. Não nos podemos andar a calcar uns aos outros, a empurrar uns aos outros para que, porventura, eu tenha mais sucesso do que o outro. Porque às vezes nós, eu, podemos ter essa tentação.

E estas jornadas são muito práticas e querem ser muitíssimo práticas. Não querem ser do nível da reflexão sobre as coisas e de um modo especial da nossa presença nas redes sociais e no digital, porque penso que temos que passar essa fase da reflexão. Está mais do que feita a reflexão. Temos excelentes teólogos, excelentes técnicos da área digital que já refletiram, temos da Santa Sé reflexões e de algumas conferências episcopais e agora temos que arregaçar as mangas digitalmente e fazer o trabalho.

Vamos de modo especial tentar colocar na prática uma coisa que há dias ouvi ao bispo de Guadix em Espanha que eu achei muito interessante. Ele dizia que agora estava a fazer um exercício que era transformar a sua homilia dominical em 140 carateres para twitar. E dizia ele que era inicialmente um exercício impossível mas que começa a acontecer. Ora é este milagre de sermos simples a transmitir o que é essencial, que o Papa Francisco faz com uma perna às costas, diz de uma maneira simples aquilo de que, porventura, precisávamos de vários volumes de teologia para transmitir. E esse exercício tem de ser realizado. Porque o que é mais interessante nos nossos destinatários é cativarmos a atenção. É isso que vemos no marketing comercial puro e duro: como é que eu cativo a atenção do meu destinatário. E o meu destinatário não tem muito tempo. E, por isso, eu tenho que ser o mais resumido possível e o mais assertivo possível naquilo que é a minha mensagem que eu quero que chegue ao coração dele. Porque a nossa presença no mundo digital só faz sentido se for para proporcionar um encontro com Cristo. Porque se for para ser mais um não é esse o nosso ‘metier’, não é essa a nossa ‘praia’.

Por isso as jornadas deste ano vão tentar ser mais um subsídio muito prático para que os agentes diocesanos, vicariais, paroquiais e nacionais possam dar mais um passo naquilo que é a urgência, não do digital que vem aí, mas do digital em que já estamos inculturados e afogados há alguns anos atrás.”

As Jornadas de Comunicação Social da Igreja Católica decorrem nos dias 28 e 29 de setembro no Auditório da Renascença Multimédia em Lisboa e darão especial relevo à divulgação de novos projetos editoriais e tecnológicos, segundo informa a Agência Ecclesia.

(RS)

25/09/2017 09:57