Ler o artigo Acessar menu principal

Redes Sociais:

RSS:

Rádio Vaticano

A voz do Papa e da Igreja em diálogo com o mundo

outras línguas:

Atualidade \ Mondo em geral

México: último balanço do terramoto indica 90 mortos

A Igreja de São Vicente, gravemente danificada pelo terramoto no México - AP

11/09/2017 11:50

Neste domingo dia 10 de setembro foi divulgado pelo governo do México um balanço das vítimas do terramoto que atingiu aquele país no passado dia 8, sexta-feira. Segundo o porta-voz do governo mexicano sobe para 90 o número dos mortos do devastador terramoto que atingiu a magnitude de 8,1 da escala de Richter com epicentro no Oceano Pacífico. Só no Estado de Oaxaca, no sul do país foram registadas 71 vítimas mortais. No Estado de Chiapas o balanço é de 15 mortos.

Milhares de famílias continuam a dormir pelas estradas com medo das réplicas do terramoto. Prosseguem, entretanto, as buscas de socorro e operações de salvamento de pessoas que continuam dadas como desaparecidas nos escombros desta tragédia.

Este sismo é o maior no México desde 1932. O presidente mexicano Enrique Peña Nieto já percorreu as zonas devastadas pelo terramoto no Estado de Oaxaca, tendo sido decretado o luto nacional.

Em particular, na cidade de Juchitan, um dos centros mais atingidos, são muitas as pessoas que pedem ajuda procurando comida, água, luz e assistência. Nesta cidade morreram 36 pessoas, tendo colapsado o edifício da câmara municipal, uma igreja e centenas de lojas. Mais de uma centena de casas não estão acessíveis e encontram-se interditas, tal como o hospital o que obrigou a que os doentes tenham sido transferidos para o exterior.

O balanço desta tragédia, que também atingiu a Guatemala e El Salvador, deverá ter ulteriores atualizações. Este é ainda o tempo da emergência, antes do tempo da reconstrução depois da tragédia.

(RS)

11/09/2017 11:50