Ler o artigo Acessar menu principal

Redes Sociais:

RSS:

Rádio Vaticano

A voz do Papa e da Igreja em diálogo com o mundo

outras línguas:

Igreja \ África

Mbanza Congo vai ser atracção turística e de investigação

Ruínas da Sé Catedral de Kulumbimbi, Diocese de Mbanza Congo, Angola - RV

27/07/2017 18:58

Depois de ter sido classificada Património Mundial da Humanidade, no passado dia 8 de Julho de 2017, a histórica cidade de Mbanza Congo, capital da província do Zaire (Angola), deverá tornar-se, nos próximos tempos, num grande centro de atracção turística e de investigação, caso sejam cumpridas as recomendações emanadas pelo Comité do Património Mundial da Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura (UNESCO).

A afirmação é da ministra angolana da Cultura, Carolina Cerqueira, quando falava terça-feira (25/7), na cidade de Mbanza Congo, na cerimónia de homenagem à inscrição desta antiga capital do Reino do Congo, na lista de Património Mundial da Unesco, ocorrida na cidade de Cracóvia, Polónia.

A histórica cidade de Mbanza Congo/Angola vai ganhar um plano director que visa o restauro das ruínas da antiga Sé Catedral católica de Kulumbimbi, a construção de um novo museu dos reis do Congo e a requalificação de doze fontes de água que circundam a cidade. O projecto está a ser preparado pelo governo provincial do Zaire em parceria com Ministério angolano do Turismo e Hotelaria.

Esta histórica cidade (Mbanza Congo), agora Património Mundial foi visitada pelo saudoso Papa São João Paulo II em Junho de 1992.

O bispo da Diocese de Mbanza Congo, Dom Vicente Carlos Kiazico ressaltou a importância deste reconhecimento.

De Luanda para a Rádio Vaticano, Anastácio Sasembele, paz e bem.

27/07/2017 18:58