Ler o artigo Acessar menu principal

Redes Sociais:

RSS:

Rádio Vaticano

A voz do Papa e da Igreja em diálogo com o mundo

outras línguas:

Igreja \ África

Bispos dos Camarões: denúncia contra desconhecidos por assassinato D. Balla

Dom Jean-Marie Benoît Balla - RV

20/07/2017 13:23

"Uma denúncia contra desconhecidos pelo assassinato de Dom Jean-Marie Benoît Balla", de 58 anos, encontrado morto no início de junho, será apresentada pelos Bispos dos Camarões, em conexão com a morte do Prelado. "Este caso – lê-se numa nota oficial - será confiado a um grupo de advogados que nos vão representar na busca da verdade". As exéquias de Dom Balla serão celebradas nos dias 2 e 3 de agosto, em Bafia, sede da diocese onde trabalhava o malogrado Prelado.

Os Bispos dos Camarões dizem ter a certeza do homicídio porque no corpo de Dom Balla, que reconheceram e identificaram, viram "sinais de violência", que demonstram que o bispo "foi brutalmente assassinado". Pelo contrário, depois da autópsia, os investigadores atribuíram a morte do bispo de Bafia ao afogamento.

O Prelado tinha desaparecido na manhã de 31 de março, quando a sua viatura foi encontrada na Ponte de l'Enfance. Num primeiro momento, se tinha pensado no suicídio. No dia 2 de junho, finalmente, um pescador havia encontrado os restos mortais de Dom Balla a poucos quilómetros da Ponte de l'Enfance.

A morte de Dom Balla não é o único caso: em várias ocasiões, a Conferência Episcopal recordou os vários Bispos, membros do clero e pessoas consagradas “que foram assassinados em circunstâncias não esclarecidas até hoje”, entre os quais Dom Yves Plumey, Arcebispo Emérito de Garoua; Padre Joseph Mbassi; Padre Antony Fontegh; as Irmãs de Djoum; Padre Engelbert Mveng, todos eles desaparecidos no início dos anos 90. "Temos a impressão – disseram os Bispos - que o clero dos Camarões é particularmente perseguido”.

20/07/2017 13:23