Ler o artigo Acessar menu principal

Redes Sociais:

RSS:

Rádio Vaticano

A voz do Papa e da Igreja em diálogo com o mundo

outras línguas:

Atualidade \ África

Moisés Malumbu: superstição e seitas religiosas em Africa

Moisés Malumbu: a África sofre o ciclo vicioso da pobreza que leva muitas pessoas do Continente a refugiar-se em soluções inadequadas - AFP

15/07/2017 13:10

A África sofre o ciclo vicioso da pobreza que leva muitas pessoas do Continente a refugiar-se em soluções que tornam ainda mais crítica a sua situação social, política, económica e religiosa. É o caso das práticas da feitiçaria, que, por sua vez, são consequência da superstição, ignorância e analfabetismo. Em alguns países africanos essa situação é corroborada pelas seitas religiosas ancoradas na expansão das chamadas novas denominações religiosas que nascem como cogumelos e se implantam de modo galopante no tecido social, sem partir de raízes históricas, culturais ou antropológicas seguras, atirando com isso os seus adeptos para as práticas supersticiosas e mesmo criminosas que envolvem a acusação de crianças e anciãos de serem feiticeiros expondo os acusados à rejeição dos seus familiares e às torturas decretadas pelos ditos feiticeiros e infligidas às vitimas com o beneplácito dessas mesmas seitas. (M. M.).  

15/07/2017 13:10