Ler o artigo Acessar menu principal

Redes Sociais:

RSS:

Rádio Vaticano

A voz do Papa e da Igreja em diálogo com o mundo

outras línguas:

Papa Francisco \ Atividades

Papa aos nadadores: água é fonte de vida, polui-la é repugnante

Desporto de natação - ANSA

24/06/2017 14:50

O Papa Francisco recebeu em audiência, neste sábado (24/06), na Sala Clementina, a Federação Italiana de Natação, cerca de 300 participantes e atletas do Troféu  “Settecolli”, em curso em Roma.

“São dias de alegria e de entusiasmo  para vós e para os desportistas que vos seguem, porque o desporto é também festa”, disse o Papa no seu breve discurso, sublinhando que uma festa não está privada de  conteúdos, porque transmite valores cada vez mais necessários, numa sociedade como a nossa, que é definida “líquida”,  privada de pontos de referência seguros:

“O vosso desporto  faz-se na água, mas não é “liquido”, pelo contrario é muito “sólido”, supõe empenho constante e forças d’ânimo. Por esta familiaridade que tendes com a água, apraz-me recordar as palavras de São Francisco de Assis: “Laudato si mi signore, per sora acqua, la quale è molto utile et umile et pretiosa et casta”.

Que o vosso desafiar-se, boiar, viver em contacto com a água possa ser também um contributo para uma diversa cultura da água – prosseguiu Francisco, reiterando que a água é vida, sem água não existe a vida e que falar de vida é falar de Deus, origem e fonte da vida, pois também a nossa vida  cristã começa com o sinal da água, com o Baptismo . E o Pontífice acrescentou:

“A água na qual nadais, mergulhais, jogais, boiais exige uma multiplicidade de atenções: o valor do corpo, que deve ser cuidado e não idolatrado; a necessidade da interioridade e  a busca de sentido  no que fazeis; a força e a coragem de resistência à fadiga; a visão clara de que abordagem procurar na vida e como atingi-la; o valor da autenticidade que quer dizer transparência, limpidez, pureza interior. No contacto com a água, aprendeis a ter repugnância para com tudo o que polui, no desporto e na vida”.

E o papa terminou agradecendo aos dirigentes e atletas pela visita e a eles todos desejando  todo o bem pela sua actividade, as suas  famílias e os seus projectos.

Que o Senhor  vos abençoe e vos dê sempre a alegria de fazer desporto juntos, num espírito  de fraternidade – rematou o Papa. (BS)

24/06/2017 14:50