Ler o artigo Acessar menu principal

Redes Sociais:

RSS:

Rádio Vaticano

A voz do Papa e da Igreja em diálogo com o mundo

outras línguas:

Atualidade \ Mondo em geral

UNICEF preocupada com situação de crianças em Al-Raqqa, na Síria

Crianças em Al-Raqqa - Síria - EPA

09/06/2017 17:20

Na Síria, cerca de 40 mil crianças estão retidas na cidade de Al-Raqqa, a cerca de 160 km de Alepo, devido aos combates. Encontram-se em situação extremamente difícil. Todos os que tentam fugir correm o risco de ser mortos e feridos. As crianças não dispõem das mínimas condições de vida. Devido aos combates sublinha UNICEF o acesso a Raqqa é muito limitada desde 2013 e as pessoas recebem poucas ajudas. Cerca de 80 mil crianças são deslocadas internamente e vivem em refúgios de fortuna ou em campos de deslocados. UNICEF pede às partes em conflito para protegerem as crianças e permitir  a quem deseja sair da cidade de o fazer, mas há noticias – afirma a organização  da ONU para a Infância – de ataques contra escolas e hospitais. Pelo menos 25 crianças foram mortas e muitas outras ficaram feridas.

Para responder às necessidade imediatas de crianças e famílias, UNICEF está a distribuir diariamente água para 120 mil pessoas nos campos de Raqqa e Hassakeh, a vacinar crianças e a distribuir milhares de mochilas escolares, roupas e a dar apoio psico-social para ajudar as crianças a enfrentar os traumas por que têm passado. 

(DA)

09/06/2017 17:20