Ler o artigo Acessar menu principal

Redes Sociais:

RSS:

Rádio Vaticano

A voz do Papa e da Igreja em diálogo com o mundo

outras línguas:

Papa Francisco \ Atividades

O Papa em Génova: "Cidade generosa que não fecha as portas"

Papa Francisco - AFP

27/05/2017 10:17

O Papa Francisco já iniciou a sua visita pastoral a Génova. O avião papal aterrou no aeroporto da capital da Liguria pelas 08.15 horas. Francisco foi acolhido pelo Cardeal Angelo Bagnasco, arcebispo da cidade, o Prefeito Marco Doria e o Presidente da Região Giovanni Toti. É uma viagem muito intensa em que o Pontífice encontrará a Igreja da Ligúria, o mundo do trabalho, os jovens. O Papa almoçará com os migrantes e os carcerados e abraçará em seguida as crianças internadas no Hospital Pediátrico Gaslini. Momento centra da visita será a Santa Missa, à tarde, a que o Papa presidirá na Fiera del Mare.

Numa mensagem publicada pelo Secolo XIX, o Pontífice dirige-se assim aos "queridos genoveses": "Venho visitar-vos como peregrino de paz e esperança. Sei que Génova é uma cidade generosa, que não fecha as suas portas, que se compromete em acolher e integrar os que fogem da fome, da pobreza e das guerras. Não posso não pensar que a partir do porto da vossa cidade, no dia 1 de fevereiro de 1929, embarcaram no navio 'Giulio Cesare' os meus avós Giovanni e Rosa, e o meu pai Mario, que na altura tinha 21 anos.

Volto ao lugar donde eles partiram, como filho de migrantes e agradeço-vos pelo acolhimento. Sei que os problemas não faltam. Sei quanto é pesado o desemprego, a falta de emprego que atinge jovens e menos jovens, e condiciona a vida de muitas famílias. Mas também sei que os genoveses não são apenas habitantes de uma cidade à beira-mar e, portanto, habituados a lidar com os barcos e as redes. Eles também são capazes de 'fazer redes' e viver em solidariedade”.

27/05/2017 10:17