Ler o artigo Acessar menu principal

Redes Sociais:

RSS:

App:

Rádio Vaticano

A voz do Papa e da Igreja em diálogo com o mundo

outras línguas:

Atualidade \ África

Grupo P5 preocupado com o prolongar-se da crise na Guiné-Bissau

O P5 na audiência com o Presidente, José Mário Vaz - RV

18/05/2017 18:08

O grupo de organismos internacionais denominado P5 constituído por CEDEAO, CPLP, União Africana, União Europeia e Nações Unidas estão preocupados com o prolongamento da crise política na Guiné-Bissau.

Quarta-feira, 17,  o grupo foi reunir-se com o Presidente da República José Mário Vaz a quem manifestaram a preocupação com a demora no cumprimento do acordo de Conacri, assinado em Outubro do ano passado.

Ovídeo Pequeno  Representante da União Africana foi quem falou em nome dos diplomatas.

A última missão ministerial de mediação da CEDEAO que esteve no País em Abril último deu um prazo de 30 dias para o cumprimento do acordo de Conacri e ameaçou sancionar, mas não especificou o tipo, entidade, indivíduo ou grupo de indivíduos que desrespeitarem o acordo.

O prazo deve terminar na próxima semana.

De informar ainda que Baciro Djá, dissente do PAIGC, expulso no ano passado, quer reintegrar as fileiras do Partido.

No quadro das recomendações do acordo de Conacri, Baciro Djá foi recebido esta quarta-feira pela Comissão de Reconciliação do Partido a quem entregou uma Carta  Aberta, em que manifesta a sua vontade de regressar ao PAIGC.

No final do encontro Baciro Djá  disse aos Jornalistas que está disponível para voltar ao partido.

Baciro Djá foi o 3º Vice-Presidente do PAIGC.

Indira Correia Baldé, em Bissau

18/05/2017 18:08