Ler o artigo Acessar menu principal

Redes Sociais:

RSS:

Rádio Vaticano

A voz do Papa e da Igreja em diálogo com o mundo

outras línguas:

Atualidade \ África

Kinshasa: União Europeia ameaça aplicar novas sanções na RDC

A União Europeia ameaça aplicar novas sanções a agentes da ordem e políticos que obstaculizem a concretização do acordo de 31 de Dezembro último. - RV

07/03/2017 13:32

Em conformidade com o texto distribuído pela União Europeia esta segunda-feira, 6 de Março e citado pela AFP, essa instituição ameaçou esta mesma segunda-feira em Bruxelas a aplicação de novas sanções às forças da ordem e aos políticos da República Democrática do Congo, responsáveis pelo impasse que persiste e a violência contra civis, no País.

 Para o efeito a UE apela, no texto, aos responsáveis políticos e membros das forças de segurança a aplicar imediatamente os acordos assinados a 31 de Dezembro último e afirmam que a União Europeia está disposta a adoptar novas sanções contra os responsáveis que bloqueiam o acordo, escrevem os 28 ministros europeus dos Negócios Estrangeiros.

Para o efeito a UE solicitou à sua Alta representante da Política Externa, Federica Mogherini, para que a mesma defina os contornos da aplicação das sanções, lê-se no texto que já foi convalidado pelos embaixadores dos países membros da União Europeia que já tinha imposto em Dezembro de 2016 sanções individuais a sete altos responsáveis de segurança do regime do presidente Joseph Kabila, considerados responsáveis pela violência que em Setembro desse mesmo ano tinha causado a morte de cinquenta pessoas em Kinshasa.

07/03/2017 13:32