Ler o artigo Acessar menu principal

Redes Sociais:

RSS:

App:

Rádio Vaticano

A voz do Papa e da Igreja em diálogo com o mundo

outras línguas:

Igreja \ África

Sudão do Sul - Igrejas cristãs pedem ajuda humanitária e paz

Sudão do Sul, populações em fuga da guerra e da carestia - REUTERS

05/03/2017 15:56

O Conselho das Igrejas do Sudão do Sul lançou nos dias passados um apelos à comunidade internacional a fim de que dê assistência humanitária imediata e intervenha no sentido de pôr termos aos combates que estão a devastar aquele país africano.

“O nosso país – sublinha o Conselho num comunicado – está a braços com uma crise humanitária dramática e a carestia já foi oficialmente declarada”.

O comunicado é também um apelo à oração para que Deus dê ao país uma liderança forte e responsável e dê também uma  assistência humanitária adequada, elementos necessários para salvar o país.

O Conselho das Igrejas sublinha ainda que “milhões de pessoas são afectadas pelo conflito. Um grande número de deslocados e centenas de milhares de pessoas estão em fuga para os países vizinhos, de modo particular o Uganda, onde vivem em péssimas condições nos campos de refugiados”.

Segundo as Nações Unidas os numerosos casos de estupro, morte  de civis e o medo de serem detidas, são as principais razões que levam as pessoas a fugir. Trata-se da mais graves crise humanitária em toda a África – escreve o Conselho das Igrejas que reagrupa as confissões cristãs de forma ecuménica.

Para além de lançar um apelo para assistência humanitária em larga escala, o Conselho convida também as partes em conflito a porem termo à guerra por forma a acabar com as violências contra o povo, os saques de alimentos e permitir abrir corredores humanitários seguros para que as mercadorias possam chegar ao destino. A nossa gente – conclui o comunicado  - está a lutar simplesmente pela sobrevivência. 

(DA)

05/03/2017 15:56