Ler o artigo Acessar menu principal

Redes Sociais:

RSS:

Rádio Vaticano

A voz do Papa e da Igreja em diálogo com o mundo

outras línguas:

Papa Francisco \ Atividades

Papa: apoios para o Sudão do Sul, devastado por guerra e fome

Campo de refugiados no Sudão do Sul - ANSA

22/02/2017 15:36

Forte apelo do Papa, na audiência geral, para o Sudão do Sul, País devastado por um conflito que está pondo de joelhos uma população já esgotada pela carestia. Mais de 100 mil pessoas sofrem de fome, um milhão em risco e um milão e meio de refugiados, conforme denunciado pela ONU.

Ajudemos o Sudão do Sul, e não apenas por palavras. É forte o apelo do Papa para um país bem enraizado no seu coração, pelo qual tem mostrado preocupação e sofrimento. Uma terra devastada pela guerra, violência e carestia. Eis as palavras do Papa Francisco:

“Suscitam particular preocupação as dolorosas notícias que chegam do martirizado Sudão do Sul, onde ao conflito fratricida se junta agora a uma grave crise alimentar que condena à morte de fome milhões de pessoas, entre elas muitas crianças. Neste momento, é mais do que nunca necessário o empenho de todos a não limitar-se apenas em declarações, mas a tornar concretas as ajudas alimentares e a permitir que elas possam chegar às populações que sofrem. Que o Senhor sustente estes nossos irmãos e aqueles que trabalham para ajudá-los”.

Independente desde 2011, o Sudão do Sul em 2013 aprofundou mais uma vez numa guerra civil que, apesar dos acordos de paz, se reacendeu em julho passado entre os grupos que apoiam o presidente Salva Kiir e aqueles que estão ligados ao seu ex-presidente, Riek Machar, o primeiro do grupo étnico Dinka e o segundo da etnia Nuer. E o País entrou novamente numa espiral de "assassinatos deliberados de civis, violações e saques", como foi denunciado por organizações como a Amnesty International

22/02/2017 15:36