Ler o artigo Acessar menu principal

Redes Sociais:

RSS:

Rádio Vaticano

A voz do Papa e da Igreja em diálogo com o mundo

outras línguas:

Atualidade \ Europa

Faleceu Mário Soares, “o rosto da democracia portuguesa”

Mário Soares numa foto com a esposa Maria Barroso, já falecida - AP

08/01/2017 09:35

Faleceu sábado à tarde, em Lisboa, o antigo Presidente de Portugal, Mário Soares. Tinha 92 anos de idade.  Grande relevo nos jornais portugueses, e não só, a esta figura política que – se lê na edição on line do jornal “Público” – “ Lutou como poucos contra a ditadura, foi preso, casou na prisão, teve de deixar o país. Regressou depois do 25 de Abril para ser um pouco de tudo na política (deputado, ministro, primeiro-ministro, Presidente da República e eurodeputado). Mário Soares, “o rosto maior da democracia portuguesa” (…) faleceu.  “Começa agora o combate pela imortalidade” – escreve o jornal.

Mário Soares estava sob cuidados intensivos no Hospital da Cruz Vermelha, em Lisboa, desde meados de Dezembro.

No país a bandeira vai estar à meia hasta em sinal de luto por três dias a partir de segunda-feira, dia em que – escreve  a nossa fonte -  “o corpo de Mário Soares será levado para o Mosteiro dos Jerónimos, onde será velado na Sala dos Azulejos, e não na igreja, por sempre se ter assumido como laico. O funeral, que por ordem do Governo terá honras de Estado, realiza-se na terça-feira, com uma sessão evocativa nos claustros do mosteiro às 13h, seguido de cortejo até ao Cemitério dos Prazeres, onde será sepultado a partir das 17h, ao lado da sua companheira de sempre, Maria de Jesus Barroso. O primeiro-ministro não estará presente por se encontrar em visita de Estado à Índia, que decidiu não cancelar. A partir de Nova Deli, António Costa recordou Soares como alguém que “durante toda a vida lutou pela liberdade”.

Por seu lado o Presidente da República,  Marcelo Rebelo de Sousa, afirmou que "iremos vencer esse combate porque dele nunca desistiremos, como Mário Soares nunca desistiu de lutar por um Portugal livre, uma Europa livre, um mundo livre".

(DA)

08/01/2017 09:35