Ler o artigo Acessar menu principal

Redes Sociais:

RSS:

Rádio Vaticano

A voz do Papa e da Igreja em diálogo com o mundo

outras línguas:

Igreja \ África

Maputo. D. João Carlos: “sacerdotes não se deixem vencer por dificuldadesʺ

Catedral Nossa Senhora da Conceição, Maputo

24/12/2016 10:36

Teve lugar há dias no Centro de Espiritualidade Sagrado Coração de Jesus, em Namaacha, Arquidiocese de Maputo, o retiro dos sacerdotes da Arquidiocese. Trata-se de um encontro que decorre uma vez por ano. É um momento em que os sacerdotes passam em revista as realizações das actividades levadas a cabo durante o ano litúrgico.

De acordo com o Bispo Auxiliar da Arquidiocese de Maputo, Dom João Carlos, o retiro é um momento do recarregar das baterias para enfrentar os desafios de maus um ano litúrgico.

Sacerdotes buscam forcas para o 2017

ʺ O retiro é um momento de afastamento em que os sacerdotes vão se encontrar com o Senhor. É importante seguirmos aquilo que o mestre disse. A dado momento, dirigindo-se aos seus apóstolos, o mestre disse, retiremo-nos para um lugar solitário. É um momento de reflexão onde aprofundamos o nosso relacionamento com Deus ʺ, disse acrescentando que ʺ o retiro é um momento para o recarregar das baterias para fazermos face a mais um ano litúrgico ʺ.

ʺOs sacerdotes nunca sejam vencidos pelas vicissitudes da missãoʺ

O Bispo Auxiliar da Arquidiocese de Maputo, tendo em vista o próximo ano litúrgico, apela aos sacerdotes para que nunca aceitem ser vencidos pelas dificuldades impostas pela missão de levar o envagelho aos demais.

ʺApelo para que os sacerdotes nunca sejam vencidos pelas vicissitudes da missão. A nossa missão não é só feita de rosas, também tem pedras. Então, que diante das pedras que não desanimem. Mas acreditem e tenham fé em Jesus Cristo que superarão todas as dificuldadesʺ.

Dom João Carlos, bispo auxiliar da Arquidiocese de Maputo, falando em torno do retiro realizado pelos sacerdotes diocesanos de Maputo recentemente no Centro de Espiritualidade Sagrado Coração de Jesus, em Namaacha, a sul da província de Maputo.

Hermínio José, Maputo.

24/12/2016 10:36