Ler o artigo Acessar menu principal

Redes Sociais:

RSS:

Rádio Vaticano

A voz do Papa e da Igreja em diálogo com o mundo

outras línguas:

Igreja \ Outros Continentes

Macau. D. Stephen Lee: misericórdia e reconciliação na 1ª mensagem de Natal

Bispo de Macau, Dom Stephen Lee - RV

24/12/2016 09:57

Em Macau, o Bispo D. Stepehn Lee dirige-se aos fiéis na primeira mensagem de Natal desde que está à frente da diocese. Uma mensagem transmitida pela Rádio e televisão, o prelado chinês ensaia falar em português já a olhar para o ano Centenário das aparições de Fátima e para um ano ainda de misericórdia

Misericórdia e reconciliação. São as palavras mais escutadas nesta primeira mensagem de Natal, aos católicos, do bispo de Macau, D. Stephen Lee, há menos de um ano nestas funções.

Uma mensagem de cerca de cinco minutos, em que o prelado pede disponibuilidade para as confissões, e cita várias vezes as palavras do Papa Francisco na Carta Apostólica “Misericordia et Misera”. A propósito do Ano Jubilar da Misericórdia, convida toda a diocese a dar ênfase ao sacramento da reconciliação.

 “Gostaria que a nossa Diocese respondesse ao chamamento do papa Francisco para promover a cultura da misericórdia nos próximos meses, pelo menos até ao natal do próximo ano. De uma maneira muito particular gostaria de dar ênfase à celebraçáo da misericórdia no sacramento da Reconciliação”.

Nesta mensagem, o prelado dirige-se também aos párocos e os sacerdotes - que preguem e ensinem mais sobre a necessidade da beleza deste sacramento da misericórdia. E devem estar mais disponiveis para ouvir confissões.

Para isso, o bispo pediu mais tempo a duas paróquias e também aos serviços penitenciais para que preparem o Centenário da Aparição de Fátima. Mas não só. D. Stephen Lee apela ainda a todos para que  encoragem amigos e conhecidos a aproximarem-se da Igreja.

“Encoraje todos os seus paroquianos para trazer amigos, especialmente aqueles que estiverem longe da Igreja, dos Sacramentos, por quanto tempo que seja, para se encontrarem pessoalmente com Deus neste Sacramento da Misericórdia e obterem d’Ele a graça da redenção”

O convite do bispo de Macau a todos os fiéis para uma palavra de encorajamento a quem não está perto da Igreja. Mas não fica por aqui. O bispo também lança um convite aos catequistas para ensinar de modo mais profundo a doutrina do Sacramento da Reconciliação antecipando o Advento e a Páscoa.

O prelado insiste ainda na importância de uma cultura da Misericórdia e de superar ressentimentos. Neste sentido, deixa uma promessa e um pedido.

Pede aos fiéis para que lhe escrevam histórias pessoais de reconciliação, e promete publicá –las  em livro no final do próximo ano como prenda de Natal de 2017 oferecida a todos os católicos.

Em Macau, Carlos Picassinos

24/12/2016 09:57